O que é Marketing Verde e qual a importância para uma empresa

4 de janeiro de 2022

A preocupação com o meio ambiente nunca esteve tão em alta como no momento. A cada dia que passa mais se ouve falar das mudanças climáticas globais, desmatamento, acúmulo de lixo no oceano, e tais notícias tendem a moldar nossa forma de enxergar as coisas. O conceito do ambientalmente correto saiu de apenas um favor ao planeta terra para se tornar uma necessidade para que as próximas gerações possam usufruir dos mesmos recursos que temos a nossa disposição na atualidade. E foi a partir desse conceito que nasceu a estratégia do marketing verde.

A consciência que despertou nas pessoas influencia diretamente sobre os hábitos de consumo da população, ao ponto de que empresas que possuem uma imagem mais amigável ao meio ambiente ganham valor aos olhos da população mais consciente. Um grande exemplo que temos sobre essa preferência do consumidor por produtos ambientalmente corretos é a busca por cosméticos que não sejam testados em animais, algo que ficou ainda mais nítido depois do recente curta-metragem “Salve O Ralph” que comoveu milhares de internautas através de uma história que relata o sofrimento de animais que servem de cobaia em tais testes.

O que é Marketing Verde?

O marketing verde é a estratégia que visa colocar uma empresa em uma postura ambientalmente sustentável através da oferta de um produto verde, ou seja, de um produto que seja produzido ecologicamente sustentável e preze em suas atividades pelo menor impacto ao meio ambiente e, além disso, usar esse diferencial para vender ao público alvo uma imagem de que a empresa possui consciência ecológica e trabalha em prol da sustentabilidade.

Um exemplo de entidade que é a representação genuína da aplicação do marketing verde. Pense em algum comercial da Natura, a primeira coisa que vem na sua cabeça é a sensação de uma empresa de ligação forte com o meio ambiente. E de fato a Natura é referência em sustentabilidade tanto nas propagandas quanto em suas ações de cunho ecológico. A organização já entrou mais de dez vezes no ranking de empresas mais sustentáveis do mundo e trabalha ativamente através de iniciativas para conservação da Amazônia.

Outro bom exemplo é a da empresa Damyller que tem os dois braços voltados para o meio-ambiente e investe em processos ecológicos na produção de roupas masculinas e femininas.

A indústria da moda é uma das que mais consomem água em seu processo produtivo. Já parou para pensar em quantos litros de água uma calça feminina consome em toda sua vida útil?

Um estudo realizado pela Vicunha Têxtil em parceria com o Movimento ECOERA fez o mapeamento do consumo hídrico gasto por uma calça jeans no Brasil, e revelou um gasto médio de 5.196 litros de água por calça, desde o plantio da matéria-prima até suas lavagens durante o uso.

As empresas do setor cientes disso trabalham em cima de seus processos para reduzir esse consumo, e a Damyller inovou em seu processo de lavagem do jeans utilizando máquina de ozônio que reduz o número de sessões de lavagem do jeans economizando água. Além disso, adotou o sistema de clareamento das peças através de máquinas a lazer que fazem esse tipo de acabamento sem o uso de água e muito mais rápido, economizando água, energia e sem o uso de produtos químicos.

O eco-friendly como vantagem para as empresas

A adoção de um posicionamento eco-friendly traz inúmeras vantagens para qualquer negócio. A principal delas é a atração de consumidores que adotam essa mesma postura, somam uma nova clientela a que a empresa já possuía visto que seus demais clientes não irão abandoná-la, talvez até se fidelizem ainda mais caso adotem tal postura futuramente.

A segunda maior vantagem é a possibilidade de aumento do lucro com as vendas, pois acredite, há consumidores dispostos a pagar mais caro por produtos ecológicos, fora algumas práticas de economia de energia elétrica, por exemplo, que além de serem mais ambientalmente corretas geram economia dos gastos da companhia.

Porém, nem tudo são flores, já existem vários casos de empresas que tentaram usufruir dessa estratégia de marketing verde para enaltecer a sua imagem e passar a ideia de que seus produtos eram amigáveis ao meio ambiente devido a algum fator quando, na verdade, não eram. E quando a verdade vem à tona as consequências são desastrosas, aquilo que era para se tornar uma vantagem acaba manchando a imagem da empresa.

Essa prática é denominada greenwashing, e temos exemplos clássicos de como isso pode ser prejudicial, como a Volkswagen que utilizou de técnicas fraudulentas para atestar que seus motores emitiam menos gases poluentes em testes laboratoriais e só depois foi descoberto que os motores vendidos emitiam até 40 vezes mais esses gases. Como esperado a empresa foi condenada por isso teve que fazer alterações nos carros vendidos, o que deixou muitos clientes insatisfeitos.

Mas agora você deve estar pensando, será que isso só serve para empresas de grande porte? E eu digo que não, essa estratégia cabe no bolso desde as pequenas empresas até as maiores do mercado. Pequenas organizações já podem adotar práticas que ajudam a reduzir os impactos ambientais e usar isso para mostrar sua preocupação com o meio ambiente como, por exemplo, utilizar lixeiras que separem o lixo facilitando a coleta seletiva, adaptar seus processos para reduzir o consumo de água, utilizar embalagens e copos de material biodegradável.

Use e abuse daquilo que estiver ao seu alcance, lembrando que os donos da empresa também devem adotar esse posicionamento mais ecológico para poderem passar isso com mais credibilidade para os colaboradores, e só depois disso venham trazer isso ao público alvo.

Só tenho a dizer que as organizações que ainda não utilizam essa estratégia estão perdendo dinheiro na mesa. Um estudo realizado pela Union + Webster, uma agência de pesquisa norte-americana, mostrou que 87% dos brasileiros dão preferência para comprar produtos de empresas que tenham práticas sustentáveis.

Outra pesquisa realizada pela Nielsen em 2015 concluiu que marcas sustentáveis cresceram 4% a mais do que marcas que não tinham tal preocupação. As pesquisas só comprovam como o marketing verde tende a ser benéfico para as companhias. Basta mudar a postura da organização e veicular a imagem eco-friendly para seus consumidores de forma efetiva, o meio ambiente agradece e seu bolso também.

Veja também:

Proddigital Market

Proddigital Market

Somos uma equipe focada em trazer os melhores e mais atualizados conteúdos de marketing digital para serem desenvolvidas na prática e ajudar a escalar o seu negócio.

Seja avisado
Me avise sobre
guest
0 Comentários
Comentários de trechos do post
Ver todos os comentários
0
O que achou deste conteúdo? Comente!x
()
x
Proddigital Market

Nós usamos cookies e outras tecnologias, conforme nossa Política de Privacidade, para você ter a melhor experiência ao usar o nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.